Pokémon Portugal
AVISO: Isto NÃO é um jogo. Isto é um forum que trata sobre o tema de Pokemon.
Esperemos que te divirtas Smile
___

Bem vindo/a ao fórum Pokémon Portugal!

Também gostas de Pokémon? Então junta-te a nós =)

Evil Overlord Manifestum

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Evil Overlord Manifestum

Mensagem por el.psy.congroo em Ter 20 Nov 2012, 01:07

Aqui estão as 100 dicas que qualquer evil overlord deve seguir para ser bem sucedido xD um amigo meu traduziu e enviou-me e agora partilho com vocês Smile só sei que ri BUÉ!! ROFLMAO xD

1-A minha Legião do Terror vai ter capacetes com visores de acrilico transparente, não visores que escondam a cara.

2-As minhas condutas de ar serão demasiado pequenas para alguem rastejar.

3-O meu nobre meio-irmão cujo trono usurpei será morto, não preso secretamente numa cela esquecida nos calabouços.

4- Disparar não é demasiado bom para os meus inimigos.

5- O artefacto que é a fonte do meu poder não será guardado na Montanha do Desespero depois do Rio de Fogo guardado pelos Dragões da Eternidade. Será guardado no meu cofre. O mesmo acontecerá com o objecto que é a minha fraquesa.

6- Não regozijar com o predicamento do meu inimigo antes de o matar.

7- Quando capturar o meu adversário e ele disser "Antes de me matares, ao menos diz-me o porquê disto tudo" responderei "Não" e mato-o. Não, pensando melhor, mato-o e depois digo "Não".

8- Quando raptar uma linda princesa, casaremos imediatamente numa cerimónia civil discreta, não numa grande festa num prazo de três semanas durante a fase final do meu plano.

9- Não incluirei um mecanismo de auto-destruição a não ser que absolutamente necessário. Se necessário, não será um botão vermelho gigante a dizer "Perigo: Não Carregue". O botão vermelho gigante que diz "Não carregar" activará uma armadilha que disparará contra a pessoa que seja suficientemente estupida para ignorar o aviso. Semelhante-mente o interruptor ON\OFF não estará marcado como tal.

10- Não interrogarei os meus inimigos nos meus aposentos pessoais. Um hotel nas fronteiras do meu reino será igualmente bom.

11- Vou ter confiança na minha superioridade. Portanto não vou sentir necessidade de o provar deixando pistas como adivinhas ou deixar os meus inimigos mais fracos vivos para demonstrar que não são uma ameaça.

12- Um dos meus concelheiro será uma criança de 5 anos. Qualquer falha que ele encontre no meu plano será corrigida antes de o pôr em prática.

13- Todos os inimigos mortos serão cremados, ou pelo menos terão vários carregadores de munições esvaziados nos seus corpos, e não serão deixados para morrer no fundo de um penhasco. Qualquer anúncio da sua morte só será feito, assim como qualquer celebração pelo sucedido, após a disposição atrás mencionada.

14- O herói não terá direito a um último beijo, último cigarro, ou qualquer outra forma de desejo final.

15- Não usarei nenhum engenho com contador digital. Se o uso de tal engenho for inevitável, será activado quando o contador marcar 117 e o herói estiver a pôr o seu plano em movimento.

16- Nunca direi a frase "Mas antes de te matar, há uma coisa que quero saber"

17- Quando contratar pessoas como conselheiros, vou ouvi-los de vez em quando.

18- Não terei um filho. Apesar da sua sub-planeada hilária tentativa de usurpar-me o poder falhar facilmente, forneceria uma distracção fatal numa altura crucial.

19 - Não terei uma filha. Ela seria tão maldosa como bonita, mas um olhar da fisionomia robusta do herói e trairia o próprio pai.

20 - Apesar do provado efeito de aliviamento do stress, não usarei um riso maníaco. Quando ocupado com isso, é fácil não notar em desenvolvimentos imprevistos, que um individuo mais atento conseguiria ultrapassar.

21- Contratarei um designer de moda talentoso para criar os uniformes da minha Legião de Terror, em oposição a uns baratos que lembrem um stormtrooper Nazi, um soldado romano ou uma horda selvagem mongólica. Todas foram eventualmente derrotadas e quero que as minhas tropas tenham um pensamento mais positivo.

22- Não importa quão tentado eu esteja por poder ilimitado, nao irei consumir uma área de energia maior que a minha cabeça.

23- Manterei uma quantidade de armas low-tech e irei treinar os meus soldados a usa-las. Dessa forma, mesmo que os heróis consigam desactivar o meu gerador de energia ou/e caso consigam neutralizar as armas de energia normais, as minhas tropas não serão derrotadas por uns quantos selvagens que usam pedras e paus.

24- Manterei uma avaliação realista das minhas forças e fraquezas. Apesar de isto tirar alguma diversão do trabalho, desta forma nunca direi "Não, nao pode ser! EU SOU INVENCIVEL!!!" (após isto, morte é inevitavel)

25- Não importa quão boa a performance seria, nunca vou construir uma maquinaria que é completamente invencível excepto por um pequeno local vulnerável virtualmente inacessível.

26- Não importa quão atractiva um certo membro da rebelião seja, existirá provavelmente alguém igualmente atractivo que não esteja desesperado para me matar. Por isso pensarei duas vezes antes de pedir para mandar um prisioneiro para os meus aposentos.

27- Nunca construirei só uma cópia de algo importante. Todos os sistemas importantes terão painéis e fontes de alimentação supérfluas. Pela mesma razão trarei comigo pelo menos duas armas completamente carregadas.

28- O meu animal monstro será mantido numa cela segura da qual não consiga escapar, nem eu entre acidentalmente.

29- Vestirei-me em cores alegres e claras, deixando os meus inimigos confusos.

30- Todos os feiticeiros incompetentes, escudeiros desajeitados, bardos sem talento e ladrões medrosos serão condenados á morte. Os meus oponentes irão certamente abandonar a sua busca se não tiverem uma fonte de alívio cómico.

31- Todas as empregadas de tabernas ingénuas e peitudas no meu reino serão substituídas por empregadas grosseiras e cansadas da vida, que não irão dar apoio ou romance inesperado ao herói ou seu companheiro.

32- Não serei dominado por raiva e matarei o mensageiro que me trouxer más noticias para ilustrar o quão maldoso sou. Bons mensageiros são difíceis de achar.

33- Não irei exigir que os membros de alta patente femininos da minha organização usem peitorais de aço. A moral é melhor com um código de roupa mais casual. Em semelhança, fatos feitos inteiramente de pele preta serão reservados para ocasiões mais formais.

34- Não me transformarei numa cobra. Nunca ajuda.

35- Não deixarei crescer uma barbicha. Antigamente fazia-te parecer diabólico. Agora só te faz parecer um membro descontente da geração X.

36- Não prenderei os membros do mesmo grupo no mesmo bloco de celas, muito menos na mesma cela. Se forem prisioneiros importantes, manterei a única chave comigo, em vez de distribuir cópias a todos os guardas da prisão.

37- Se o meu tenente de confiança me disser que a minha Legião do Terror está a perder a batalha vou acreditar nele. Afinal ele é o meu tenente de confiança.

38- Se algum inimigo que acabei de matar tiver um irmão mais novo ou um filho, encontra-lo-ei e o matarei imediatamente, em vez de esperar que cresça com sentimentos de vingança contra mim quando estiver na minha velhice.

39- Se realmente tiver de ir pessoalmente para a batalha, não irei certamente á frente da minha Legião do Terror, e muito menos procurarei o meu opositor no meio do seu exército.

40- Não serei cavalheiro, nem desportivo. Se tiver uma arma imparável, vou usa-la o mais cedo e o maior numero de vezes possivel em vez de a manter como reserva.

41- Quando o meu poder estiver seguro, irei destruir todos dispositivos de viagem no tempo.

42- Quando capturar o herói, vou-me certificar que prendo também o seu cão, macaco, furão, ou qualquer animal fofo capaz de desatar cordas ou aceder ás chaves, que o siga.

43- Vou manter uma boa quantidade de cepticismo quando capturar uma bela rebelde, e ela disser que está atraida pelo meu poder e boa aparência e que irá alegremente trair os seus companheiros se a deixar entrar nos meus planos.

44- Só irei contratar caçadores de recompensas que trabalhem por dinheiro. Os que trabalham pelo prazer de caçar, tendem a cometer erros parvos como igualar a situação ou dar uma hipótese desportiva ao oponente.

45- Vou-me certificar que entendo perfeitamente quem é responsável pelo quê na minha organização. Por exemplo, se o meu general estragar tudo, não sacarei da minha arma e direi "E este é o preço a pagar pelo teu falhanço", e de repente virar-me e matar um subordinado aleatório.

46- Se um concelheiro me disser "Meu senhor, ele é apenas um homem, o que poderá ele fazer", irei responder "Isto" e matarei o concelheiro.

47- Se souber que um jovem inexperiente começou uma demanda para me destruir, irei mata-lo enquanto ele for um jovem inexperiente em vez de esperar que amadureça.

48- Irei tratar qualquer besta que controle por magia ou tecnologia com respeito e bondade. Assim, caso o controlo alguma vez seja quebrado ele não virá imediatamente atrás de mim para se vingar.

49- Se descobrir a localização de um artefacto que me pode destruir, não enviarei todas as minhas tropas para o capturar. Enviarei-as para capturar outra coisa qualquer e irei pôr um anúncio de "procura-se" no jornal local.

50- Os meus computadores principais irão ter o seu próprio sistema operativo que irão ser completamente incompatíveis com os portateis da IBM e Macintoch.

51- Caso um guarda da minha masmorra demonstre preocupação com as condições na cela da linda princesa, irei imediatamente transferi-lo para um trabalho menos socialmente orientado.

52- Irei contratar uma equipa de arquitectos e supervisionores certificados para examinarem o meu castelo e me informarem de qualquer passagem secreta ou tunel abandonado que desconheça.

53- Se a linda princesa que capturei disser "Eu nunca casarei contigo! Nunca, ouviste, NUNCA!!!! " Direi "Oh bem" e mato-a.

54- Não farei um negócio com um demónio e depois tentarei traí-lo simplesmente porque sinto vontade de ser contraditório

55- Os mutantes deformados e os psicóticos esquisitos, terão um lugar na minha Legião do Terror. No entanto antes dos enviar em missões importantes de disfarce, tentarei encontrar alguém igualmente qualificado e que atraia menos atenções.

56- A minha Legião do Terror será treinada no básico de pontaria. Qualquer um que não consiga aprender a acertar num alvo de tamanho de uma pessoa a 10 metros de distância será usado como alvo de treino.

57- Antes de usar qualquer tipo de artefacto ou maquinaria capturada, irei ler o manual de utilizador.

58- Se for necessário fugir, nunca irei parar para pousar dramaticamente e dizer uma frase.

59- Nunca irei construir um computador consenciente mais inteligente do que eu.

60- O meu concelheiro de 5 anos irá também tentar decifrar qualquer código que pense em usar. Caso o consiga decifrar em menos de 30 segundos, não será usado. Nota: o mesmo aplica-se a passwords.

61- Se o meu concelheiro me perguntar "Porquê arriscar tudo num esquema tão louco?", eu não continuarei até arranjar uma resposta que o satisfaça.

62- Não irei construir os corredores da minha fortaleza com alcovas ou suportes estruturais protuberantes que os intrusos possam usar como esconderijo durante um tiroteio.

63- Lixo em massa será despejado em incineradoras e não em compactadores. E serão mantidas quentes sem parvoíces como chamas irem através de uma conduta acessível em intervalos previsíveis.

64- Irei ver um psiquiatra competente para me curar de qualquer fobias incomuns e hábitos compulsivos bizarros que possam ser vistos como desvantagens.

65- Se tiver de ter computadores com terminais acessíveis publicamente, os mapas que exibem do meu complexo terão uma divisão claramente marcada como Sala de Controlo Principal. Essa divisão será a Câmara de Execução. A sala de controlo principal real será marcada como Contenção de Transbordamento do Esgoto.

66- O meu teclado de segurança será na realidade um leitor de impressões digitais. Assim alguém que veja alguém a marcar o código e depois o repita, ou alguém que use pós para ver as marcas no teclado e posteriormente tente introduzir o código activarão o alarme.

67- Não importa quantas avarias tenhamos no sistema, os meus guardas serão instruídos a tratar qualquer mau funcionamento de uma câmara com uma emergência de grande escala.

68- Irei poupar quem me tiver salvo a vida no passado. Isto é razoável pois vai encorajar outros a fazer o mesmo. No entanto esta oferta só pode ser usada uma vez. Se querem ser poupados uma segunda vez, é bom que me voltem a salvar a vida primeiro.

69- Todas a parteiras serão banidas do reino. Todos os bebes nascerão em hospitais aprovados pelo estado. Órfãos serão postos em famílias adoptivas, não abandonados na floresta para serem criadas por animais selvagens.

70- Quando os meus guardas se separarem para procurar um intruso, andaram sempre em grupos de pelo menos dois. Serão treinados de maneira a se um desaparecer misteriosamente durante a patrulha, o outro dê imediatamente o alerta e chame reforços, em vez de procurar intrigado.

71- Se decidir testar a lealdade de um tenente e ver se ele/a será um tenente de confiança, terei um grupo de atiradores a aguardar caso a sua resposta seja não.

72- Se todos os heróis estiverem de volta de um engenho estranho e começarem a provocar-me, usarei uma arma convencional em vez da minha super arma imparável.

73- Não concordarei em deixar os heróis sair em liberdade caso estes ganhem um concurso viciado, mesmo que os meus conselheiros me assegurem que é impossivel vencerem.

74- Quando criar uma apresentação multimedia do meu plano de maneira a que o meu concelheiro perceba facilmente os detalhes, não rotularei o disco como "PROJECTO OVERLORD" e o deixarei em cima da secretária.

75- Irei instruir que a minha Legião do Terror ataque os heróis em massa em vez de ficarem á volta deles e os atacarem um ou dois de cada vez.

76- Se o herói fugir para o telhado, não irei atrás dele e o tentarei empurrar da beira. Tambem nao o confrontarei num penhasco. (No meio de uma ponte de corda sobre um rio de lava nem é para se considerar)

77- Se sofrer de insanidade temporária e oferecer ao herói uma posição como meu tenente de confiança, manterei um pouco de sanidade para o fazer quando o meu tenente de confiança actual não estiver a ouvir.

78- Não direi á minha Legião do Terror "Ele deve ser capturado vivo"! A ordem será "E tentem captura-lo vivo se for razoavelmente prático"

79- Se o meu dispositivo do dia do julgamento final vier com um interruptor de reverter, assim que activado, será derretido e convertido em medalhas comemorativas de edição limitada.

80- Se a tropa mais fraca falhar em derrotar o heróis, enviarei a minha tropa mais forte, em vez de gastar tempo com tropas progressivamente mais fortes enquanto ele se aproxima da minha fortaleza.

81- Se estiver a lutar com o herói numa plataforma em movimento e o tiver desarmado e estar para acabar com ele, e ele olhar para trás de mim e atirar-se para o chão, eu farei o mesmo, em vez de me virar intrigado para descobrir o que ele viu.

82- Não dispararei nos meus inimigos caso estes se encontrem em frente de um pilar de suporte crucial de uma plataforma pesada e instável.

83- Se tiver a jantar com o herói e lhe envenenar a bebida, e depois ter de me ausentar da mesa, quando voltar irei pedir novas bebidas para ambos em vez de tentar decidir se ele trocou ou não os copos.

84- Não terei prisioneiros de um sexo guardados por membros do sexo oposto.

85- Não usarei nenhum plano cujo passo final seja algo complexo. Exemplo "Alinar as 12 Pedras do Poder no altar sagrado e depois activar o medalhão na altura do eclipse total.". Em vez disso será algo mais do género "Carregue no botão".

86- Vou garantir que o meu dispositivo do dia do julgamento final está actual e devidamente fundamentada.

87- Os meus frascos de quimicos perigosos serão tapados quando não estiverem a ser usados. Não irei também construir passadeiras sobre eles.

88- Se um grupo de lacaios falhar miseravelmente numa missão, não os vou repreender e voltar a mandar o mesmo grupo para repetir a mesma missão.

89- Depois de conseguir a super arma do herói, não debandarei imediatamente a minha legião e relaxarei a minha guarda por acreditar que quem tenha a arma é imparavel. Afinal, o herói tinha a arma e eu tirei-lha.

90- Não farei a minha sala de controlo principal de maneira a que todas a secretárias estejam de costas para a entrada.

91- Não vou ignorar o mensageiro que entra exausto e obviamente agitado até o meu entretenimento pessoal acabar. Poderá realmente ser algo importante.

92- Se alguma vez falar com o herói por telefone, não vou provoca-lo. Em vez disso vou dizer que a sua perseverança me deu uma nova visão da futilidade das minhas acções maléficas e que se ele me deixar sozinho durante uns meses em contemplação sossegada eu irei voltar ao caminho do bem. (Os heróis são incrivelmente ingénuos a esse respeito)

93- Se decidir executar o herói e o subordinado que me traiu, vou certificar-me que o herói é executado primeiro.

94- Quando os meus guardas prenderem alguém, não os deixaram parar para apanhar uma bugiganga de valor sentimental.

95- A minha masmorra terá a sua própria equipa qualificada de médicos com os seus próprios guarda costas. Assim, se um prisioneiro adoecer e o seu companheiro de cela disser ao guarda que é uma emergência, o guarda irá chamar pelos médicos em vez de abrir a cela para ver o que se passa.

96- O mecanismo das minhas portas será feito de maneira a que se rebentarem com o painel do lado de fora, irá trancar a porta e se rebentarem com o painel do lado de dentro irá abrir a porta, e não ao contrário.

97- As celas da minha masmorra não terá objectos com superfície reflectiva ou algo que possa ser desvendado.

98- Se um jovem casal atractivo entrar no meu reino, irei cuidadosamente vigiar os seus movimentos. Se estiverem felizes e carinhosos vou ignora-los. No entanto, se circunstancias os tiverem forçado a juntarem-se contra a sua vontade e passem todo o tempo a discutir e a criticarem-se, excepto em momentos intermitentes ocasionais em que salvam a vida um do outro, havendo pistas para uma tenção sexual, irei imediatamente ordenar a sua execução.

99- Qualquer ficheiro de grande importancia terá 1,45Mb de tamanho.

100- De maneira a manter os meus súbditos em transe, irei providenciar acesso ilimitado á internet.
avatar
el.psy.congroo
Crachá Dynamo
Crachá Dynamo

Número de Mensagens : 535
Localização : i don't know D:

http://www.somethingawful.com/flash/shmorky/babby.swf

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Evil Overlord Manifestum

Mensagem por Legendary.pink trainer em Ter 20 Nov 2012, 01:27

Oh,então xD
Andam a espalhar os meus planos? Já não se pode confiar em ninguem...

Li algumas,é muito longo e eu sempre pensei assim quando via historias com herois e etc,vilões são sempre muito burros xD
avatar
Legendary.pink trainer
Crachá Iceberg
Crachá Iceberg

Número de Mensagens : 6159
Localização : Ainda me estou a teletransportar (25% concluido)

http://www.cristgaming.com/pirate.swf

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Evil Overlord Manifestum

Mensagem por el.psy.congroo em Ter 20 Nov 2012, 01:32

Legendary.pink trainer escreveu:Oh,então xD
Andam a espalhar os meus planos? Já não se pode confiar em ninguem...

Li algumas,é muito longo e eu sempre pensei assim quando via historias com herois e etc,vilões são sempre muito burros xD
Repetem os mesmos erros vezes e vezes sem conta xD
avatar
el.psy.congroo
Crachá Dynamo
Crachá Dynamo

Número de Mensagens : 535
Localização : i don't know D:

http://www.somethingawful.com/flash/shmorky/babby.swf

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Evil Overlord Manifestum

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum